História da Joalheria – Tudo Sobre Jóias

Bracelete de metal
Bracelete de metal

As jóias e o homem

As jóias sempre faziam parte da cultura humana. Mesmo nos tempos em que os seres humanos começaram a usar roupas e ferramentas há cerca de 100.000 anos. As jóias eram produzidas a partir de qualquer tipo de materiais disponíveis – pedras, peles de animais, penas, plantas, ossos, conchas, madeira e semi-preciosas naturais materiais como obsidiana.

À medida que o tempo passou, o avanço da tecnologia permitiu que os artesãos começassem a domesticar metais e pedras preciosas em obras de arte que influenciaram culturas inteiras e muitos estilos modernos de jóias.

No entanto, mesmo com todos os avanços de metalurgia e processamento de gema, o propósito de usar jóias sempre permaneceu o mesmo. Eles permitiram que o usuário se expressasse de forma não verbal, mostra riqueza, classificação, afiliação política e religiosa ou afeições para com alguém. Isso permitiu que as jóias se tornassem intemporais e um alvo para o constante desenvolvimento e refinamento.

O desenvolvimento das jóias iniciais pode ser dividido em três civilizações antigas: o Egito, a Índia e a China. Egito e Mesopotâmia estabeleceram padrões em metalurgia, gema e fabricação de vidro. Sua tradição de produção de jóias de vários anos de duração estabeleceu uma base sólida para todas as civilizações européias que vieram depois delas e seu estilo único afetou as tendências da moda até quatro mil anos depois. A Índia, no entanto, conseguiu desenvolver uma conexão com a jóia que se tornou parte integrante da vida diária e da religião.

Como eles foram os primeiros que conseguiram conquistar a arte de recolha e processamento de ouro, eles desenvolvem arte de jóia muito mais cedo do que ninguém em seu ambiente. Isso os tornou um dos destinos mais procurados para o comércio, que acabou por se tornar a força para a incrível expansão da civilização européia durante a Era da Descoberta.

Do outro lado do mundo, a China conseguiu tornar-se força motriz no desenvolvimento das artes e sua influência espalhou lentamente seu estilo único em toda a Ásia. O estilo chinês que se concentra em cenas da natureza, dos animais e dos dragões é hoje ainda em alta popularidade e continua a ser desenvolvido com cada ano que passa. História da jóia Milhares de anos de avanço permitiram que as jóias se espalhassem da forma de arte exclusiva dos ricos para os itens pessoais comuns de adorno, que hoje são usados ​​por todos em todo o mundo para se expressarem de várias formas visuais da moda. Fatos de jóias Os fatos sobre jóias são numerosos e interessantes. Criados durante sua constante presença através da história da nossa raça, eles foram uma das principais forças motrizes de expressar nossa cultura, moda e individualidade.

fonte: ( http://www.historyofjewelry.net/ )

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *